Vida que Segue

Há vários tipos de família, muitas maneiras de amar e ser amado. Apesar disso, ainda há a visão de que só é "família" quando há mãe, pai e filhos. Essa é uma ideia equivocada, porque família acima de qualquer formação, significa apoio e amor, carinho e compreensão. Modelos são desnecessários. 

Mesmo vivendo em família, às vezes sentimos falta de alguém que não está lá. "Vida que segue" conta a história de Pedrinho, que cresceu sem o pai. Ele sabe que tem um, por aí, em algum lugar do mundo, mas não sabe quem é e onde está. São muitas as memórias imaginadas e os momentos nunca compartilhados. 

Este é um livro sobre autodescobrimento, escolhas e expectativas. É também,uma narrativa sobre afetividade e família. Nela, Pedro descobrirá que a vida não é feita de modelos e não segue um caminho predefinido. A vida acontece enquanto estamos vivendo e o que não temos nem sempre faz tanta falta assim. A vida segue... sempre. 


Sinopse:

O que faz uma família ser, de fato, uma família? Por muito tempo, Pedrinho sonhou em conhecer seu pai biológico, ausente desde antes de seu nascimento. Agora, o sonho vai se tornar realidade e o garoto terá que aprender que aquilo que vive em nossa imaginação, nem sempre corresponde à realidade. E que, independentemente de qualquer coisa, a vida segue... sempre. Uma história sensível e emocionante sobre o quão complexas podem ser as relações humanas.


fonte: assessoria de imprensa 


*Recebemos na redação. Um livro com conteúdo adequado para falar sobre questões familiares e lidar temas delicados. Recomendamos. 

Siga-me por Email