Vida que Segue

Há vários tipos de família, muitas maneiras de amar e ser amado. Apesar disso, ainda há a visão de que só é "família" quando há mãe, pai e filhos. Essa é uma ideia equivocada, porque família acima de qualquer formação, significa apoio e amor, carinho e compreensão. Modelos são desnecessários. 

Mesmo vivendo em família, às vezes sentimos falta de alguém que não está lá. "Vida que segue" conta a história de Pedrinho, que cresceu sem o pai. Ele sabe que tem um, por aí, em algum lugar do mundo, mas não sabe quem é e onde está. São muitas as memórias imaginadas e os momentos nunca compartilhados. 

Este é um livro sobre autodescobrimento, escolhas e expectativas. É também,uma narrativa sobre afetividade e família. Nela, Pedro descobrirá que a vida não é feita de modelos e não segue um caminho predefinido. A vida acontece enquanto estamos vivendo e o que não temos nem sempre faz tanta falta assim. A vida segue... sempre. 


Sinopse:

O que faz uma família ser, de fato, uma família? Por muito tempo, Pedrinho sonhou em conhecer seu pai biológico, ausente desde antes de seu nascimento. Agora, o sonho vai se tornar realidade e o garoto terá que aprender que aquilo que vive em nossa imaginação, nem sempre corresponde à realidade. E que, independentemente de qualquer coisa, a vida segue... sempre. Uma história sensível e emocionante sobre o quão complexas podem ser as relações humanas.


fonte: assessoria de imprensa 


*Recebemos na redação. Um livro com conteúdo adequado para falar sobre questões familiares e lidar temas delicados. Recomendamos. 

Leia Mais ►

Continue lendo...

*Recebemos na redação 

Morro dos Ventos 

Por Carina Gonçalves 

No Rio de Janeiro, a estrela de uma garotinha se apagou. A noite e os dias só seguem quando a paz retorna. Mas por quanto tempo? Quantas vozes inocentes precisarão se calar para que outras, que precisem gritar e pedir paz, sejam ouvidas? 

Em "O Morro dos Ventos" podemos sentir a tristeza e angústia de uma garotinha que perde a sua amiga para a violência e nos levanta a bandeira do quão frágil somos diante de situações inesperadas. 

Falar sobre temas ligados à morte, violência e tantos outros nem sempre é fácil, ainda mais quando se fala para crianças. Mas, Otávio Júnior, autor, consegue com maestria abordar temas delicados e ainda provocar esperança de dias melhores no olhar e no coração dos pequenos. 

Com ilustrações de Letícia Moreno, a obra é ideal para trabalhar alguns temas sociais e atuais em diversas regiões do Brasil e do mundo. Lidar com a tristeza pode ser difícil, mas com o apoio adequado e com muito amor de amigos e familiares, o fardo pode ser menor. 


*Recomendamos a leitura e, ainda, parabenizamos o autor pela obra delicada e necessária. 

Leia Mais ►

Continue lendo...

Aos Dezesseis 

Baseado em uma história cruelmente real, o livro de  Annelise Haurtier tem como pano de fundo o verão de 1957, quando o renomado colégio Liceu Central em Little Rock, Arkansas, estado americano com tradição segregacionista, recebe 9 estudantes negros do ensino médio em suas turmas, causando alvoroço em uma cidade do sul dos Estados Unidos

Entre eles, a jovem Molly, de 15 anos - inspirada na ativista Melba Patillo - uma jovem sofrida e corajosa, símbolo de uma nova geração que acredita e luta por igualdade entre todas as raças. 

A narrativa dinâmica flutua entre os pontos de vista das duas protagonistas e nos traz uma perspectiva diferente sobre um tema tão delicado e importante. Apesar de falar de um fato pontual do passado, o texto continua extremamente atual, propondo uma reflexão profunda sobre racismo, preconceito, ódio e direitos humanos. Um livro tocante, que vai emocionar a todos.

AOS DEZESSEIS (Sweet Sixteen) já tem mais de 90 mil exemplares vendidos na França, entrou no Top 10 Livros para Adolescentes da revista Elle francesa em 2013 e venceu prêmios importantes, como o  Prêmio da Nova Revista Pedagógica de literatura infantojuvenil.

Serviço: 

Autora: Annelise Heurtier / Ilustrações: Linoca Souza

Páginas:  176 páginas


Fonte: assessoria de imprensa 


Leia Mais ►

Continue lendo...

 **Recebemos na redação 

Gatos e doces convivem no faz-de-conta da cozinha de Patavina

A dona dessa casa especial prepara doces com muito carinho, na companhia de seus sete gatinhos


Na esquina das ruas Alcaçuz e Brigadeiro, existe uma casa com muitos habitantes, que adoram os doces que a dona, Patavina, faz com muito esmero.

Lançamento da Editora do Brasil, Patavina é uma história cheia de açúcar e faz-de-conta, na qual os sete gatos que moram na casa são tratados a pão-de-ló e outras delícias. O pequeno leitor vai conhecer os gatos de Patavina e saber, um a um, como são e do que gostam – principalmente quando ela está em sua cozinha, sempre perfumada por canela, noz-moscada e chocolate.

Pastel de nata é uma gata angorá muito alva, que adora quando Patavina faz pudim de claras com caramelos crocantes. Já o gato mais antigo, Crême Brûlée, é um siamês requintado, de olhos amendoados, que adora banana flambada e goiabada no recheio do suflê.

A narrativa leve e cheia de ritmo da autora, Penélope Martins, transporta o leitor a um mundo de lembranças e aromas de doces e texturas – e ainda ensina uma receita para que o leitor, acompanhado sempre por um adulto, faça em sua própria casa, para que ninguém fique sem um bocadinho. As ilustrações de Rosinha, coloridas e ricas, dão vida aos gatos de Patavina e à sua cozinha, da qual sempre sai um doce bom.

 

Sobre Penélope - Mora em Santo André, São Paulo. Em sua casa não faltam bolo de chocolate, poesia e pudim de pão. Já escreveu mais de dez livros, além de textos em jornais e revistas. Quando escreve para crianças, mistura palavra, ritmo e melodia e acredita que os livros ajudam a gente a viver com valentia. Penélope adora gatos, cachorros, plantas e rimas. Tem quatro gatos – Nina Simone, David Bowie, Luna Lovegood e Lilly Potter.

 

Sobre Rosinha - Nasceu no Recife e mora em Olinda, Pernambuco. Formou-se em Arquitetura pela Universidade Federal de Pernambuco, mas se apaixonou pela literatura infantojuvenil e passou a se dedicar à ilustração. Lançou seu primeiro livro em 1994, Som coração. Desde então, caminha entre imagens e palavras, como em seu lançamento de 2019 pela Editora do Brasil, Minha Pasárgada. Já lançou mais de 110 livros para crianças e ganhou prêmios como White Ravens, Jabuti e Açorianos. Em sua casa, moram os gatos Huguinho, Zezinho e Luisinho.


Sobre a Editora do Brasil: a Editora do Brasil busca, há mais de 75 anos, renovar produtos e serviços que levem aos milhares de educadores e alunos do Brasil conteúdos atuais e materiais de qualidade. Nos quatro cantos do país, professores e gestores utilizam nossos livros e têm acesso a um projeto didático comprometido com a ética e com uma educação cada dia melhor. O compromisso da Editora do Brasil é com o dinamismo do conhecimento e com a educação que transforma e é transformada. Mais que nunca, posiciona-se ao lado dos educadores, observando, analisando e discutindo os novos desafios do ensino em nosso país.


Fonte: assessoria de imprensa 


Leia Mais ►

Continue lendo...

Descobrir uma mentira é bom ou ruim? Criminólogo explica!

Você já flagrou alguém dizendo alguma coisa e tinha certeza que era mentira? Ou ficou na dúvida se o que falaram era realmente verdade? Desconfia que alguém esteja te enganando? O terapeuta comportamental e criminólogo, Georg Frey em seu livro Eu Sei Que Você Mente! Aprenda a Detectar Mentiras”, publicado pelo selo de não-ficção Littera, da Editora 3DEA, revela a verdade nua e crua de como desvendar se a pessoa está dizendo uma mentira má intencionada ou necessária. Sim, há mentiras sociais que funcionam como uma engrenagem para a sociedade. Afinal, já imaginou se todos resolvessem dizer para seus amigos e parentes o que realmente pensam de cada um deles?

Separamos 3 exemplos importantes apontados por Georg Frey, Fundador da Unidade de Análise do Comportamento Humano (UACH), em Eu Sei Que Você Mente! Aprenda a Detectar Mentiras” que provam que identificar um mentiroso ou uma inverdade pode ser crucial para determinar o rumo da sua vida!

  • A mentira faz parte da natureza humana! Mentir pode não ter nenhuma relação com a falta de caráter, muitas vezes ela é uma questão de sobrevivência ou boa convivência. Todos mentimos, mas nem todas as mentiras são iguais. Georg, além de ensinar a detectar a mentira em Eu Sei Que Você Mente!” vai apresentar ao leitor os diferentes tipos de mentirosos, os compulsivos; os que buscam proteção; aprovação; os sedutores, entre outros.

  • O criminólogo elaborou um verdadeiro manual para o leitor se blindar e aprender por meio de testes e exemplos corriqueiros a decifrar mentiras através da linguagem corporal. De forma didática, Georg Frey, vai ensinar como identificar os sinais da comunicação não-verbal que podem revelar muitas coisas, como: olhar, postura, maneira de andar, tom da voz, movimento de mãos, T-U-D-O! E são nesses movimentos que podem estar escondidos situações reveladoras como uma falsidade no trabalho, traição no relacionamento amoroso ou se alguém próximo está sofrendo algum tipo de abuso e precisa de ajuda.

  • Ah, a internet! Reduto dos mentirosos! Se você passa muito tempo acessando suas redes sociais já se deparou com pessoas bem estranhas que não parecem ser o que dizem. Mas não se preocupe, o Comissário Especial da Polícia e Gestor de Segurança Pública também alerta em sua obra como desvendar mentiras na internet! Mesmo que online, onde não conseguimos avaliar as expressões corporais de cada um.

“Eu Sei Que Você Mente”, proporciona uma autoanálise fundamental para que o leitor entenda quais os tipos de mentira que anda contando por aí. E se for do tipo ruim, cuidado! Seu colega, namorada(o), chefe já pode ter comprado este livro e você será PEGO!

Ficha Técnica
Título: Eu Sei Que Você Mente! Aprenda a Detectar Mentiras 
Selo editorial: Littera (não-ficção) 
Editora: Editora 3DEA 
Autor: Georg Frey 
Gênero: Comportamento 
ISBN: 978-65-5088-015-6 
Páginas: 128
Preço: R$ 36,90 
Onde comprar: Amazon

Sinopse: Eu Sei Que Você Mente! é um livro que tem como tema principal a mentira e suas nuances, tudo o que ela pode trazer de consequência para a pessoas, sejam boas ou ruins. A ideia é ajudar os leitores a se blindarem das mentiras nocivas e perceberem quando as pessoas más intencionadas mentem descaradamente, seja na fala e até mesmo em sua linguagem corporal. O livro também os orientará a se prevenirem de uma traição no trabalho, saber se seus filhos usam drogas ou estão sofrendo abuso e como saber se estão sendo traídos em seu relacionamento amoroso.

Sobre o autor: Georg Frey, criminólogo, escritor, palestrante e Fundador da Unidade de Análise do Comportamento Humano (U.A.C.H). Comissário Especial da Polícia, Gestor de Segurança Pública, Pós-Graduado em Criminologia e Psicologia Criminal, com 30 anos de experiência na análise do comportamento humano. Ao longo de sua carreira, vem auxiliando, pessoas, famílias e empresas, em consultorias particulares, treinamentos coletivos, cursos e workshops, no Brasil e exterior.

Redes sociais:
Instagram - @uachbrasil
YouTube - UACH

Leia Mais ►

Continue lendo...

História adaptadas para os quadrinhos estão em "Os Faroleiros e Outros Contos de Monteiro Lobato"

A coletânea apresenta quatro contos, narrados sob a visão crítica de

 Lobato sobre a sociedade do início do século 20

Além de encantar crianças de várias gerações com as criações e personagens mágicos do Sítio do Picapau Amarelo, Monteiro Lobato escreveu, em um viés menos encantado, textos que retrataram sua época de modo realista e que nos permitem conhecer, questionar e, acima de tudo, refletir sobre traços da sociedade brasileira do início do século 20.

Em Os faroleiros e outros contos, o desenhista e roteirista Laudo Ferreira apresenta alguns contos de Monteiro Lobato adaptados para a narrativa em quadrinhos: 

“Os faroleiros” – conto que abre esta edição e a de Urupês, primeiro livro de contos publicado por Lobato, em 1918 – traz um episódio do passado de um jovem vivendo em um farol. Do livro Cidades mortas, de 1919, conhecemos o primeiro encontro entre um menino e o saci, na divertida história “Pedro Pichorra”. Em “O Luzeiro agrícola”, conhecemos a trajetória de Sizenando Capistrano, um poeta que, para sobreviver, torna-se inspetor agrícola e conhece os meandros do progresso e do funcionalismo público. Por fim, uma história de origem do homem e da humanidade, com a visão irônica e irreverente de Lobato, em “Era no Paraíso...”, da coletânea O macaco que se fez homem, de 1923.

Além da adaptação em quadrinhos, Os faroleiros e outros contos traz uma breve amostra da extensa e plural obra literária de Monteiro Lobato, com um trecho de Reinações de Narizinho, uma carta ao amigo Lima Barreto e uma releitura da fábula A cigarra e a formiga – alguns exemplos do legado literário desse que é um dos mais importantes escritores brasileiros que, ao seu modo sempre crítico, fazia questão de nos lembrar da importância dos homens e livros na construção de um país.

Monteiro Lobato atuou ativamente em prol de questões sociopolíticas da época, como a defesa da exploração nacional de ferro e petróleo, riquezas então não exploradas pelo governo; a luta pelo saneamento básico como direito essencial a todos; o combate ao desmatamento nas regiões agrícolas. Além disso, foi também pioneiro da indústria editorial brasileira: fundou a editora que publicava e vendia seus próprios livros e buscava meios para que o livro fosse um bem democrático – não apenas um produto para a elite, como era naqueles tempos. Para Laudo Ferreira, adaptar estes contos de Monteiro Lobato foi a possibilidade de falar sobre algo que ele próprio gostaria de contar: “O mais interessante, além das narrativas em si, é constatar o quanto o escritor conseguiu transitar por assuntos diversos, de maneira simples e, ao mesmo tempo, carregada de reflexões. Isso tudo em contos direcionados a um público mais maduro, diferentes das histórias do Sítio do Picapau Amarelo, pelas quais ficou conhecido. Tive um gigantesco prazer de me tornar parceiro deste grande autor em um livro de histórias em quadrinhos”, diz. 

Os faroleiros e outros contos é uma obra integrante da Coleção HQ Brasil, criada para aproximar os leitores de dois universos aparentemente distintos: o da literatura clássica e o das histórias em quadrinhos. Com uma linguagem gráfica moderna e ágil, os livros que compõem esse selo apresentam textos consagrados, autores cultuados e histórias muito conhecidas em um formato altamente contemporâneo e dinâmico. Um convite irrecusável para conhecer um pouco da obra de grandes artistas. 

Sobre Laudo Ferreira - Nasceu em São Vicente, litoral sul de São Paulo, em 1964. Desenhista autodidata, desde muito cedo desenhava quadrinhos ou algo semelhante a uma arte sequencial de contar histórias. Publicou suas primeiras HQs no início dos anos 1980 e participou ativamente do movimento de quadrinhos independentes, os fanzines, nesse mesmo período. Em meados da década de 1990, adaptou para os quadrinhos alguns filmes do cineasta José Mojica Marins, o Zé do Caixão, como À meia-noite levarei a sua alma e Esta noite encarnarei em seu cadáver, que tornaram seu trabalho mais conhecido do público. Trabalha há muitos anos como ilustrador para o mercado editorial e publicitário. É vencedor do Prêmio HQ Mix (importante premiação das histórias em quadrinhos nacionais) por seu trabalho tanto como desenhista quanto como roteirista.


Sobre a Editora do Brasil:  a Editora do Brasil busca, há mais de 75 anos, renovar produtos e serviços que levem aos milhares de educadores e alunos do Brasil conteúdos atuais e materiais de qualidade. Nos quatro cantos do país, professores e gestores utilizam nossos livros e têm acesso a um projeto didático comprometido com a ética e com uma educação cada dia melhor. O compromisso da Editora do Brasil é com o dinamismo do conhecimento e com a educação que transforma e é transformada. Mais que nunca, posiciona-se ao lado dos educadores, observando, analisando e discutindo os novos desafios do ensino em nosso país.


Fonte: assessoria de imprensa 

Leia Mais ►

Continue lendo...

**Recebemos da redação

 Um dos maiores sucessos da literatura inglesa, Oliver Twist chega em versão bilíngue pela Editora Do Brasil

 

Publicado pela primeira vez há mais de 180 anos, o clássico de Charles Dickens ganha nova adaptação por Telma Guimarães 


O importante e ainda atual clássico de Charles Dickens, Oliver Twist, ganha uma nova versão lançada pela Editora do Brasil, com adaptação bilíngue por Telma Guimarães e ilustrações de Rodrigo Rosa. O romance de Dickens foi primeiramente publicado em série, de 1837 a 1839, na revista literária Bentley’s Miscellany e, posteriormente, em um livro em três volumes. O romance foi o primeiro dos trabalhos do autor a descrever realisticamente o submundo empobrecido de Londres.

A vida do pequeno Oliver Twist sempre foi repleta de dificuldades. Órfão desde que nasceu, ele passa fome, é maltratado por quem deveria cuidar dele e, eventualmente, se vê forçado a enfrentar o mundo sozinho. Apesar de sofrer o pior que a humanidade pode oferecer, Oliver nunca perde a esperança. Sua coragem não se altera diante das maldades dos outros, nem diminui quando tudo parece perdido. A vida reserva surpresas e ele passará por grandes aventuras antes do final de sua história.


Assim como o personagem principal, Charles Dickens era bem versado na pobreza londrina, pois ele próprio fora um trabalhador infantil, quando seu pai foi enviado para a prisão de devedores. Sua apreciação das dificuldades sofridas pelos cidadãos empobrecidos permaneceu com ele pelo resto da vida e ficou evidente em seus escritos e romances jornalísticos. Oliver Twist tornou-se imediatamente um grande veículo de crítica social, voltado diretamente para o problema da pobreza no século 19.

Ao ser publicado, a popularidade da obra foi imediata –  apesar dos críticos condenarem a narrativa por ser violenta. Como o romance também foi publicado em série, a expectativa pela próxima edição, com seus muitos “ganchos” na trama, contribuiu para sua notoriedade. Até hoje, Oliver Twist é apreciado por seus comentários sociais históricos e trama emocionante, com inúmeras adaptações para os palcos e para o cinema.

O lançamento da Editora do Brasil é bilíngue (inglês e português) e traz em seu apêndice um glossário, com substantivos, verbos, expressões e adjetivos usados nesta versão.

 

Sobre Telma Guimarães

Nasceu em Marília, São Paulo, e mora em Campinas há muitos anos. Publicou seu primeiro livro ainda como professora de inglês, profissão que exerceu com muita alegria. Já havia publicado mais de 40 títulos quando decidiu que não poderia mais continuar a fazer as duas atividades. É formada em Letras Vernáculas e Inglês e foi aluna de intercâmbio nos Estados Unidos. É autora de quase 200 livros infantis e juvenis, em português e inglês.

 

Sobre Rodrigo Rosa

Nasceu em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Como toda criança, adorava desenhar e manteve essa paixão – treinando e estudando até se tornar ilustrador profissional. Com mais de trinta anos de carreira, trabalhou por muitos anos desenhando no jornal Zero Hora, para o qual ilustrou textos de Luís Fernando Verissimo, Caio Fernando e outros. Depois, passou a ilustrar livros infantojuvenis e trabalhou em obras de autores como Ana Maria Machado, Reginaldo Prandi, Ernani Ssó, Erico Veríssimo e muitos mais.

 

Sobre a Editora do Brasil: 

 

A Editora do Brasil busca, há mais de 75 anos, renovar produtos e serviços que levem aos milhares de educadores e alunos do Brasil conteúdos atuais e materiais de qualidade. Nos quatro cantos do país, professores e gestores utilizam nossos livros e têm acesso a um projeto didático comprometido com a ética e com uma educação cada dia melhor. 

 

O compromisso da Editora do Brasil é com o dinamismo do conhecimento e com a educação que transforma e é transformada. Mais que nunca, posiciona-se ao lado dos educadores, observando, analisando e discutindo os novos desafios do ensino em nosso país.


Fonte: assessoria de imprensa

Leia Mais ►

Continue lendo...

A Lesma e a Linha - uma lesma muito esperta cria linhas e coisas incríveis na nova obra de Bia Villela

Muita cor, criatividade e uma personagem linda e sagaz estão no novo lançamento da Série Janela, Janelinha, da Editora do Brasil

Lesmas são bichinhos lindos e criativos? Sim! No lançamento da Série Janela, Janelinha, A lesma e a linha, escrito e ilustrado por Bia Villela, uma lesminha muito esperta e criativa rasteja por aí desenhando formas incríveis.

À medida que ela anda e vê o seu rastro-desenho, ela ousa cada vez mais. Linhas curvas? Sem problemas. Tracejadas? Lógico! Ela percebe que as linhas, na verdade, formam tudo o que existe em um livro: lindas letras e desenhos cheios de vida, que formam as histórias que as crianças tanto adoram.

A lesma e a linha é o mais novo integrante da Série Janela, Janelinha da Editora do Brasil, cujas histórias e imagens foram elaboradas para serem desvendadas, exploradas, questionadas e descobertas aos poucos pelas crianças.

Sobre Bia Villela - nasceu em São Paulo. É formada em Veterinária pela Universidade de São Paulo e em design gráfico pelo Rocky Mountain College of Art and Design, nos Estados Unidos. Em seus livros, a autora faz tudo – texto, desenhos e o projeto gráfico. Os animais estão presentes em todos os seus títulos, sempre recheados de desenhos com muitas cores e formas geométricas.

Bia adora ir a museus e observar os grafites da cidade. E de caminhar, nadar, brincar com o cachorro, plantar feijão de qualquer cor e rabanete. Gosta de ficar perto de seus filhos, do marido e montar quebra-cabeça. E gosta dos desenhos das crianças, de ideias criativas e de gente que respeita os outros.

Sobre a Editora do Brasil:  

A Editora do Brasil busca, há mais de 75 anos, renovar produtos e serviços que levem aos milhares de educadores e alunos do Brasil conteúdos atuais e materiais de qualidade. Nos quatro cantos do país, professores e gestores utilizam nossos livros e têm acesso a um projeto didático comprometido com a ética e com uma educação cada dia melhor. 

 O compromisso da Editora do Brasil é com o dinamismo do conhecimento e com a educação que transforma e é transformada. Mais que nunca, posiciona-se ao lado dos educadores, observando, analisando e discutindo os novos desafios do ensino em nosso país.

Fonte: assessoria de imprensa 

Leia Mais ►

Continue lendo...

Livro "Caiu na Rede. a Agora?" 

Chega à segunda edição e retoma o debate sobre Crises nas Redes Sociais

Edição aborda opinião pública, fakenews, reputação, gestão de risco e 

como elaborar um plano de gestão de crise

Crise nas Redes Sociais virou o assunto do momento, quando tratamos de posicionamento de líderes, posicionamento de marcas, diversidades, fakenews, ética e a própria pandemia. As redes sociais conquistaram o poder de conectar o mundo de maneira fácil e rápida, mas isso se tornou um campo minado, qualquer passo em falso pode manchar a reputação da marca/imagem. O que seria de uma marca ou imagem sem a sua boa reputação? 

A crise nas mídias sociais está mais presente do que nunca no nosso cotidiano, afinal, são importantes canais de comunicação, relacionamento, informação e marketing digital. Segundo o relatório Digital in 2019, feito pela We Are Social, em parceria com a Hootsuite, 66% da população brasileira é usuária das redes sociais. Isso representa aproximadamente 140 milhões de usuários ativos, com um aumento de 10 milhões de novos usuários até 2018. E se a crise cair na rede? Quanto vale a exposição negativa da sua marca? Ela pode custar a sobrevivência em tempos que o público está mais atento.

Pensando nisso e diante todo cenário atual de riscos e crise, a primeira pesquisadora sobre gestão de crise nas redes sociais no Brasil, Patrícia B. Teixeira, busca debater lançando o segundo edição do “Caiu na rede. E agora? Gestão de crise nas Redes Sociais”. Desde o lançamento da primeira edição em 2013 pela editora Évora, o uso da internet aumentou em aproximadamente 75,9 milhões de usuários brasileiros.

O livro aborda em nove capítulos: a força da opinião pública, gestão de risco, construção de identidade, imagem e reputação no universo digital, cases e como aprender com eles e o processo de gestão de crise nas redes sociais. Nesta edição, há um capítulo totalmente dedicado sobre a cultura da organização. “Afinal de contas, se toda a empresa não estiver envolvida com a cultura de mapear os riscos e prevenir, você não consegue andar com o projeto”, explica a autora Patrícia, que também é diretora da WePlanBefore.

O Caiu na Rede. E agora? Gestão de Crise nas Redes Sociais está disponível nas principais livrarias do país e na loja virtual da editora Évora pelo valor de R$ 59,90.


Serviço: 

Caiu na Rede. E agora? Gestão de Crise nas Redes Sociais

Patrícia B. Teixeira / 170 páginas / Editora Évora


Fonte: assessoria de imprensa

Leia Mais ►

Continue lendo...

Livraria Leitura apoia o 
Projeto Retomada das Livrarias

O Projeto Retomada das Livrarias nasceu da união de esforços da Câmera Brasileira do Livro (CBL), da Associação Nacional de Livrarias (ANL), do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e de importantes players do mercado editorial do Brasil, entre eles a Livraria Leitura, empresa que, indo na contramão da crise, irá inaugurar mais 4 lojas ainda em 2020 (Santana Parque Shopping em São Paulo-SP, Shopping Mestre Álvaro em Vitória-ES, ParkShopping em BrasílIia-DF e Shopping Jardim Norte em Juiz de Fora-MG).

A iniciativa tem como objetivo arrecadar fundos para ajudar financeiramente as micro e pequenas livrarias do país. Com a reabertura dos estabelecimentos e atividades comerciais em diversas cidades brasileiras, as empresas do setor livreiro precisam receber incentivos para fortalecer seus negócios diante de um novo cenário.

Os empresários interessados pode registrar seu interesse em receber a ajuda originária de doações de pessoas físicas e jurídicas. Uma comissão irá avaliar os dados das empresas cadastradas, validar a participação de cada uma delas de acordo com o perfil dos micro e pequenos negócios do setor para, então organizar o repasse da verba entre as participantes do projeto. As doações podem ser feitas para a conta que encontra-se no site: projetoretomada.org.br

Fonte: assessoria de imprensa
Leia Mais ►

Continue lendo...

E-book traz conteúdos antirracistas para crianças e educadores

Elaborada pela Piraporiando, publicação tem distribuição gratuita e 
 pretende inspirar a prática de educação antirracista em casa e na escola

Crédito: Cláudia Lima/Divulgação


Como inspirar famílias e educadores a colocarem a educação antirracista em prática? Esta é a proposta do e-book ‘Conteúdos antirracistas para crianças e educadores’ organizado pela Piraporiando, edtech que atua na área de educação para a diversidade e tem como pilares a educação antirracista, antibullying e sem preconceitos. A publicação traz iniciativas e referências de autores, pesquisadores, educadores, pensadores, artistas e projetos que reforçam o protagonismo negro na sociedade e provocam a reflexão. 

A curadoria selecionou livros, vídeos educativos, filmes, clipes musicais, desenhos dentre outras indicações. "O conteúdo não é direcionado apenas às crianças e adultos negros. É direcionado a todos e todas que acreditam na necessidade de termos uma educação antirracista. A  ideia de que esta é uma luta dos negros é, dentre outras coisas, perversa. Precisamos que esta pauta seja reconhecida como elemento central de nossos problemas e desigualdades e é preciso que toda a sociedade se posicione”, afirma Janine Rodrigues, fundadora da Piraporiando. 

Segundo ela, o e-book contempla conteúdos que somam na educação antirracista e que compreende crianças negras, brancas e de todas as etnias assim como seus educadores. “É preciso reconhecer nosso lugar de protagonismo, contadores de nossa própria história’’, diz Janine. 

O ebook da Piraporiando está dividido em quatro categorias: 10 obras literárias afro-brasileiras para crianças; 10 referências de projetos de educação antirracista para sua casa e para sua escola; 10 vídeos para educadores sobre educação antirracista; e 10  filmes e clipes de música para crianças, que celebram a cultura afro brasileira

Para receber é preciso acessar o link https://bit.ly/Conteudo-antirracista e baixar gratuitamente. 
Sobre a Piraporiando
Fundada em 2015, a Piraporiando desenvolve o Programa de Educação para a Diversidade,  alinhado à BNCC - Base Nacional Curricular Comum , aos pilares da UNESCO e as ODS´s  (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável). O trabalho da Piraporiando já alcançou 17 estados do Brasil, além de países como a Alemanha, Argentina, Peru, Suíça, Colômbia e Espanha.  
Foi eleita em 2019 uma das EdTechs de maior impacto no cenário da educação - Liga Insights EdTech em parceria com a F, Saint Paul, Kroton, Ser Educacional, Adtalem, CEL.LEP, ESPM dentre outros. Reconhecida pela Associação Brasileira de Startups (Abstartups) e pelo Centro de Inovação para a Educação Brasileira (CIEB). 
Chancelada pela Fundação Palmares pelo trabalho em prol da Educação Antirracista. Prêmio Criança da Fundação Abrinq 2018. Selo Retratos da Leitura, do Instituto Pró-Livro. Integrante da Rede Nacional de Proteção a Primeira Infância. Integrante do Mapa Cidades Sustentáveis, produzido pelo Quintessa e Instituto Vedacit para visibilizar organizações que atuam para o desenvolvimento de cidades sustentáveis e que atendem os ODS.

Fonte: assessoria de imprensa
Leia Mais ►

Continue lendo...

Livro traz gestão de processos e 
pessoas para aprimorar negócios


Lançamento "Administrando sistemas, gerindo processos e engajando pessoas"
 chega para alavancar desempenho empresarial


Seja em um momento de crise ou de bons ventos da economia, levar o negócio ao desempenho máximo é algo primordial para qualquer empresa. O lançamento “Administrando sistemas, gerindo processos e engajando pessoas”, de Luiz Otávio Goi Jr., é um livro que traz boas práticas de gestão, aplicáveis a grandes e pequenas companhias. A obra traz ferramentas e metodologias para desenvolvimento de uma gestão empresarial organizada.
A proposta da obra é nortear diversos profissionais, sejam eles iniciantes na carreira, técnicos de sistemas ou gestores. “O livro tem uma linguagem fácil, então, mesmo quem não tem o hábito da leitura o compreenderá muito bem. A obra orienta em como melhorar estrategicamente o negócio, desde sistemas implementados até o engajamento profissional da equipe”, explica o autor. 
livro chega às lojas com 116 páginas, nas quais Luiz dá detalhes de uma boa gestão, unindo sistemas, processos e pessoas. “Uma das teses em que defendo é que, para uma gestão correta, é necessário administrar o sistema da empresa  voltado para uma boa gestão – ou seja, ter uma estratégia para coordenar o todo (frente a frente). Além disso, acompanhar como os processos funcionam e,  principalmente, engajar as pessoas diariamente fazem parte do pilar que proponho no título.”
Durante a trajetória profissional, o autor vivenciou as dores de empresas de diferentes tamanhos. Essa bagagem levou a estudar e reunir ferramentas úteis e práticas para o dia a dia de companhias. Após acompanhar e dar manutenção em sistemas de gestão em diversos contextos, Luiz reuniu, no lançamento, o que considera ser um guia de bolso para qualquer negócio.
“Acho de extrema importância trazer para a literatura o que possuo de bagagem e experiência em processos tecnológicos voltados para gestão. Por apresentar ferramentas simples e sem a necessidade de custos adicionais, as soluções apresentadas no título se aplicam a qualquer empresa. Cada exemplo é acompanhando de uma explicação prática, o que facilita a compreensão e aplicação”, afirma Luiz.
A obra “Administrando sistemas, gerindo processos e engajando pessoas” é um lançamento da editora Chiado Books e está disponível em todo o Brasil. Livrarias como Cultura, Curitiba, Amazon, Martins Fontes paulista e Travessa oferecem o livro. Além disso, e-commerces como Extra, Ponto Frio, Submarino e Americanas são outros canais online para encontrar o título, que tem preço sugerido de R$ 33.
Sobre o Autor
Luiz Otávio Goi Jr. tem formação na área ambiental, especialista em educação, sistemas de gestão integrados e MBA em Gestão empresarial. Tem expressiva vivência em gestão no ramo da indústria, no qual soma mais de 14 anos de experiência nos ramos automobilístico, energia e bens de consumo. Atualmente, é executivo em sistemas de gestão em indústria de grande porte, autor do livro “Administrando sistemas, gerindo processos e engajando pessoas” e publica artigos periódicos voltados a sistemas de gestão em revistas e páginas técnicas na área.
Fonte: assessoria de imprensa
Leia Mais ►

Continue lendo...

Livro “As Aventuras de Mike” será lançado em Portugal
Escrito pelos youtubers Gabriel Dearo e Manu Digilio, a obra que já vendeu
 mais de 60 mil exemplares no Brasil agora chega à Europa  
Descrição: cid:image001.jpg@01D64653.2B3F0AB0

Lançado no Brasil, em setembro de 2019, o livro “As Aventuras de Mike” um dos mais vendidos no país, segundo o ranking da Saraiva, com mais de 60 mil exemplares , cruzou fronteiras e chegou em terras europeias.

A obra criada pelos youtubers Gabriel Dearo e Manu Digilio, que somam quase 11 milhões de inscritos em seus canais, será lançada em Portugal no próximo dia 07 de julho.

Apesar de lançar um livro no momento em que estamos vivendo, não temos palavras para expressar tamanha felicidade. É uma conquista incrível nosso livro chegar na Europa”, comemora Manu Digilio.  

livro, que é voltado para o público infantojuvenil, foi criado em formato de diário e traz em tirinhas os personagens do canal “Falaidearo”, interpretadas pelo próprio casal, que formam uma família divertida, comum e muito querida pelos seguidores, como Mike, Priminha Irritante e Robson, a capivara de estimação. Além disso, a obra envolve o leitor em diversas situações vividas pelos personagens, ao longo de um semestre.

Inspirado na aparência de cada personagem, através dos vídeos, e analisando gostos e imagens de cada um deles, o livro ilustrativo se tornou visualmente acessível até mesmo para as crianças que ainda não sabem ler. A primeira obra lançada pelo casal conta com 144 páginas, pela Editora Planeta.

O lançamento será à distância, já que o  casal não poderá viajar à Europa. “A princípio, a ideia era estarmos em Portugal para fazer o lançamento oficial, com sessão de autógrafos e contato com o público lusitano, que tanto nos prestigia em nossos canais. Infelizmente com a pandemia que se espalhou pelo mundo tivemos que mudar os planos.”, explica Gabriel Dearo.  

Enquanto comemoram o sucesso internacional do primeiro livro, os youtubers se preparam também para a chegada da segunda obra, que está sendo finalizada. Em breve estará nas livrarias de todo o Brasil e, quem sabe, do mundo?!  

Fonte: assessoria de imprensa 
Leia Mais ►

Continue lendo...

Pedagogia dos sonhos possíveis,
 Paulo Freire
Publicado originalmente em 2014, Pedagogia dos sonhos possíveis (Paz & Terra, 400 págs, R$ 69,90) é composto de depoimentos, conferências, ensaios, cartas e diálogos. 

Além de insistir na unidade indissolúvel entre teoria e prática, convence-nos da necessidade do respeito aos direitos humanos, da tolerância com o diferente e da inviabilidade da existência humana sem as utopias, sem a esperança e sem os sonhos. 

Organizado por Ana Maria Araújo Freire, Pedagogia dos sonhos possíveis tem prefácio da educadora Ana Lúcia Souza de Freitas.


Fonte: assessoria de imprensa
Leia Mais ►

Continue lendo...

Dicas de um pai de santo, 
Pai Paulo de Oxalá


Escrito por Pai Paulo de Oxalá, um dos babalorixás mais respeitados do Brasil e pesquisador da cultura afro-brasileira, Dicas de um pai de santo traz saberes, mandingas e preces para todas as horas.

Com dicas para cada um dos meses do ano e orações e preces o livro também aborda os cuidados ao se praticar as magias e traz diversas “mandingas” para conquistar ou recuperar o amor, para proteção, prosperidade, abrir caminhos, conseguir emprego, atrair clientes, adoçar o chefe, afastar a negatividade, ter saúde, comprar imóvel e alugar carro, além de banhos de descarrego. 

Fonte: assessoria de imprensa 
Leia Mais ►

Continue lendo...

            Pânico

Até onde você iria para escapar da sua vida? Em Pânico (Verus Editora, 336 págs, R$ 49,90) a autora best-seller Lauren Oliver, vai deixar os leitores sem ar. No Pânico, o perigoso jogo disputado pelos formandos do ensino médio as apostas são altas e a recompensa é ainda maior.  Heather jamais pensou em competir até que encontra algo — e alguém — por que lutar e descobre que é mais corajosa do que imaginava.

Já Dodge nunca teve medo do Pânico. O segredo que ele guarda vai servir de estímulo e levá-lo até o fim do jogo. O que Dodge não sabe é que ele não é o único com um segredo. Todo mundo tem um motivo para jogar. Para Heather e Dodge, o jogo trará novas alianças, revelações inesperadas e a possibilidade do primeiro amor — e o conhecimento de que, às vezes, aquilo que tememos é o que mais precisamos. 

Pânico captura tanto a energia bruta do medo quanto a necessidade dolorosa de encontrar um lugar para pertencer, em uma narrativa envolvente de amizade, coragem e esperança.

Fonte: assessoria de imprensa 
Leia Mais ►

Continue lendo...

O som do nosso coração


A vida da heroína de O som do nosso coração (Ed. Record, 406 págs, R$ 44,90), Melody King, não é nada fácil. Desde que sofreu um acidente e bateu a cabeça, ela adquiriu um estranho distúrbio: ela canta quando está ansiosa. E não só canta — alto, bem alto e às vezes errado —, como dança, faz performances e emenda uma música na outra, com letras sempre relacionadas à situação em questão.

 Como se isso já não fosse ruim o bastante, Melody está constantemente ansiosa. Seu marido, Dev, desapareceu há onze anos sem deixar rastros, e ela tem dois filhos adolescentes problemáticos: Flynn — que vive se envolvendo em brigas na escola por causa do bullying que sofre — e a caçula Rose — a supergênia e aluna exemplar que não consegue superar o desaparecimento do pai. 

Uma família unida e relativamente feliz, até Rose encontrar um relatório no site de pessoas desaparecidas de alguém cuja descrição bate com a do pai. Será que Dev está vivo?

Fonte: assessoria de imprensa 
Leia Mais ►

Continue lendo...

 "Pelos Caminhos da História da Associação Comercial e Empresarial de Nova Lima" 
89 anos de história: livro registra gerações de comerciantes da cidade

Livro “Pelos Caminhos da História da Associação Comercial e Empresarial de Nova Lima”

O que os empreendedores de quase 100 anos atrás da cidade de Campos de Congonhas, hoje Nova Lima, podem ensinar aos empresários modernos? São muitas as lições registradas no Livro “Pelos Caminhos da História da Associação Comercial e Empresarial de Nova Lima”, que relata experiências de lideranças que passaram pela entidade de 1931 até 2020. Nas páginas, os relatos de empreendedorismo numa cidade de interior com um potencial gigante de mercado em função da mineração, e que sempre atraiu olhares do mundo todo.
livro apresenta a experiência dos gestores que administraram a entidade ao longo de 89 anos. A iniciativa é da empresária Tatiane Ribeiro, primeira mulher a presidir a associação e que ficou à frente dos trabalhos nos últimos seis anos. “São tantas as histórias incríveis ao longo dessas décadas que sentimos a necessidade de registrar tanta informação preciosa. O livro é uma homenagem aos comerciantes antigos, mas, sobretudo, uma oportunidade de aprendizado aos jovens empreendedores” afirma.

Fundada em 1931, a história da ACE Nova Lima se confunde mesmo com a da cidade. O trabalho de pesquisa foi elaborado pela jornalista nova-limense Juliana Ferreira Silva Rocha e é resultado de horas de entrevista e incontáveis conversas com os comerciantes e seus familiares. “Agora a cidade tem um importante registro de seu passado comercial compilada em um livro, que não deixa de ser um legado importante e uma celebração de tantas conquistas”, avalia.

Pandemia
Com mais de 90 mil habitantes, e muito próxima da capital mineira, Nova Lima é cenário de roteiros turístico, gastronômico, cervejeiro, esportivo e cultural. Hoje, são 319 anos contando a história das riquezas minerais do estado de Minas Gerais e 129 anos de emancipação político-administrativa. Em meio à pandemia do novo coronavírus, o comércio da cidade tem buscado superar o momento de isolamento social. “Estamos vivendo um dos momentos mais difíceis desde a fundação da ACE Nova Lima. Mas não é o primeiro que enfrentamos. Por isso estamos otimistas e sei que vamos superar esta fase com boas histórias que certamente renderiam mais um livro”, enfatiza Tatiane Ribeiro.

Fonte: assessoria de imprensa 
Leia Mais ►

Continue lendo...

Livro transforma poesia num 
mosaico de sentimentos



Um mural de camadas que vão se sobrepondo umas às outras. Essa é a sensação que a escritora Alexandra Vieira de Almeida pretende transmitir para o leitor por meio do livro "Painel", que chega à sua segunda edição. A ideia é criar, por meio das poesias, um mosaico com elementos variados, misturando, em suas páginas, o subjetivo, o onírico e o denso.

Segundo a autora, a obra se caracteriza principalmente pela pluralidade. A escritora explica que o título do livro tem ligação com a representatividade de um mosaico, como um verdadeiro caleidoscópio, onde o sonho e a realidade se mesclam. Para a poeta consagrada Astrid Cabral, a poesia de Alexandra "nocauteia a realidade".

Nas páginas, a poeta carioca procura a metáfora como forma de apresentar a potência poética junto de diferentes imagens dimensionadas pelo onírico. Símbolos do inconsciente são lapidados pela arte como forma de trazer o interior para o exterior. "O dentro e o fora se conjugam belamente em muitos dos poemas metalinguísticos que abordam o próprio fazer da poesia", comenta Alexandra.

Para Marcelo dos Santos, Doutor em Literatura Comparada pela UERJ, responsável pela orelha de "Painel", a escritora "conduz o leitor para um lugar poético, construído por seus versos imagísticos no momento mesmo em que convite e imaginação se articulam".


Ficha técnica:
Livro: Painel, segunda edição
Autora: Alexandra Vieira de Almeida
Gênero literário: Poesia
Editora: Penalux
Tamanho: 21 cm x 14 cm
Páginas: 98
Preço: R$ 38,00

Link para comprar: https://www.editorapenalux.com.br/loja/painel?search=painel

Fonte: assessoria de imprensa
Leia Mais ►

Continue lendo...

Siga-me por Email