Renovação - o olhar humano sobre câncer




LANÇAMENTO DE LIVRO


"DE PEITO ABERTO"

- A AUTOESTIMA DA MULHER COM CÂNCER DE MAMA -
UMA EXPERIÊNCIA HUMANISTA


 
EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA INÉDITA CONTA JORNADA DO PROJETO


Depois de 4 anos rodando o Brasil, o Projeto DE PEITO ABERTO revela sua experiência de sucesso em livro e exposição fotográfica inéditos. Com fotos e depoimentos de pacientes, familiares, e médicos de todo o país, livro e exposição mostram como o "cuidar" humanizado pode mudar as perspectivas de um processo tão desafiador como o tratamento do câncer de mama.

A partir de 6 de abril, está disponível no mercado o livro "De Peito Aberto - a autoestima da mulher com câncer de mama, uma experiência humanista", que terá lançamento aberto, na data citada, na Livraria Cultura - Arte, do Conjunto Nacional, em São Paulo, das 18h30 às 21h30.

A publicação é um projeto realizado pela jornalista Vera Golik e o fotógrafo Hugo Lenzi, com o selo da Editora Alaúde, patrocinado pelo Grupo sanofi-aventis com o apoio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura.

Uma jornada de sucesso - A concepção do projeto "De Peito Aberto" surgiu após a jornalista Vera Golik e o fotógrafo Hugo Lenzi vivenciarem casos de câncer em suas próprias famílias. Criar o projeto foi a forma encontrada pelos autores de transformar a experiência pessoal em algo ativo para sensibilizar e ajudar outras pessoas.

Desde que foi lançado, em 2006, o projeto "De Peito Aberto" é sucesso de público - atingiu mais de 500 mil pessoas no país -, quebrou paradigmas e mostrou a importância do diálogo e da humanização no tratamento no processo de recuperação. Agora, o conjunto da obra - imagens, depoimentos e diálogos - toma forma de um livro que tem tudo para emocionar e estimular outras mulheres a superar os desafios da luta contra o câncer.

Na obra, será possível descobrir fotos e histórias inéditas de mulheres, de vários locais do país, que enfrentaram ou ainda enfrentam o câncer de mama e novos depoimentos de médicos e profissionais de saúde que lidam com a doença. Em seus relatos, eles contam como a humanização do atendimento derruba barreiras e tornam mais amenas e mais naturais as relações entre profissionais de saúde, pacientes e familiares, com resultados efetivos na recuperação da autoestima da mulher e no próprio tratamento do câncer de mama.

"Em cada cidade em que o Projeto esteve, novas histórias e fotos foram incluídas. Em todo país o denominador comum sempre foi o quanto o calor humano faz a diferença no resultado de uma jornada cheia de desafios. Encontramos mulheres, que em vez de se entregar, mostraram que são verdadeiras guerreiras. Médicos que não tratam apenas a doença, mas a pessoa. Profissionais de saúde que vão além de suas especialidades e se dedicam a compreender, ouvir, oferecer o ombro e o apoio tão necessário para quem passa por momentos tão difíceis", diz a jornalista Vera Golik.

Uma nova exposição fotográfica - Sob o olhar da lente de Hugo Lenzi, na mostra fotográfica que agora acompanha o livro, o visitante caminha por mais de 60 painéis que revelam a história de mulheres de todo o Brasil, entre 24 e 70 anos, de diversas origens, etnias e classes sociais. Lenzi procurou captar as emoções vividas por essas "guerreiras" em cada uma das etapas do câncer: do choque diante do diagnóstico ao medo da perda dos símbolos femininos - cabelo, mama, libido e fertilidade - até o sentimento de vitória com a superação da doença. "Nosso desafio foi registrar o universo feminino sob uma perspectiva mais humana e sensível e mostrar um novo aspecto a ser trabalhado. Um alerta, um apelo, para que os profissionais de saúde de todo o país enxerguem na paciente não apenas a doença, mas o ser humano completo", conta o fotógrafo Hugo Lenzi.

Para a sanofi-aventis, que apoiou o projeto desde o seu início, inclusive na sua itinerância pelo país, o livro faz mais que o relato de uma jornada. "A obra deixa um legado de otimismo e de perseverança, além de sinalizar caminhos para que outros profissionais de saúde se inspirem nas experiências de acolhimento e de solidariedade que fizeram e fazem a diferença na vida dessas mulheres que merecem todo o nosso respeito", explica Cristina Moscardi, diretora de comunicação da sanofi-aventis.

Sobre Sanofi-Aventis:

A sanofi-aventis Brasil é o maior grupo farmacêutico do Brasil, com uma participação de mercado (sanofi-aventis + Medley) de 11,2% (IMS/dez 09). A filial brasileira gera 4500 empregos diretos no país e conta com 3 plantas industriais (Suzano, Campinas e Sumaré).

No campo social, a empresa se destaca como uma das farmacêuticas que mais investe em ações sociais, e já aplicou, desde 2004, mais de R$ 35 milhões no país, beneficiando, em média, 2,5 milhões de brasileiros, anualmente, em mais de 15 programas de longo prazo. Como organização dedicada à saúde, as ações da sanofi-aventis priorizam a saúde e a infância, bem como populações desfavorecidas, em programas de prevenção, educação, humanização e acesso a medicamentos. Visite: www.sanofi-aventis.com.br.


Sobre a Editora Alaúde :

A Editora Alaúde, com mais de uma década de experiência no mercado editorial, notabiliza-se por suas publicações nas linhas de Nutrição e Saúde, Automobilismo, Ficção, Negócios e Infanto-Juvenil. Atuar na promoção do conhecimento, na valorização do ser humano, e prestigiar os valores e talentos do povo brasileiro são os princípios que norteiam sua atuação em projetos editoriais. Buscando sempre a excelência nos conteúdos, e cuidando para que a apresentação gráfica e visual de seus projetos seja um convite à leitura, persegue a simbiose perfeita entre conteúdo e forma. A linha de publicações sobre Nutrição e Saúde da Editora Alaúde, da qual a obra "De Peito Aberto" faz parte, é dedicada aos leitores que buscam qualidade de vida, equilíbrio, bem-estar e bons hábitos, e que buscam nos livros informações confiáveis, atualizadas e precisas, de autores idôneos e consagrados, trazendo sempre títulos de interesse para quem sabe que ter boa informação é o primeiro passo para uma vida plena de qualidade.

Serviço:

Lançamento do Livro "De Peito Aberto - A autoestima da mulher com câncer de mama, uma experiência humanista
Data: 6 de abril
Horário: 18h30 às 21h30
Local: Livraria Cultura - Loja Arte - no Conjunto Nacional
Endereço: Av. Paulista, 2073
Editora: Alaúde
Preço: R$ 55,00
Formato: 23 cm X 30,5 cm / 128 páginas / capa dura luxo


Lançamento da Exposição Fotográfica: "De Peito Aberto - A autoestima da mulher com câncer de mama, uma experiência humanista
data: 6 a 22 de abril
Local: saguão do Conjunto Nacional
Endereço: Avenida Paulista, 2073
Horário: de segunda a sexta, das 7h às 22 h / sábados, domingos e feriados, das 10h às 22h
Entrada Franca



Palestra Interativa que reunirá vários participantes do projeto (pacientes, médicos e profissionais de saúde)
Objetivo: diálogo com o público no qual os participantes compartilham suas experiências mostrando como a vivência humanista pode ajudar a enfrentar a doença
Data: 10 de abril
Horário: das 10h às 12h30min
Local: Cine Bombril, em frente à Livraria Cultura, no Conjunto Nacional
Endereço: Avenida Paulista, 2073
Entrada Franca


RELATOS DE SUPERAÇÃO

Uma obra para compartilhar experiências e levar uma mensagem de otimismo

Nas páginas do livro, os autores contam um pouco dessa jornada e descrevem com detalhes as histórias de superação de cada vencedora. Mostram como a arte da fotografia ajudou essas mulheres a se revelarem e a compartilharem momentos de extrema fragilidade. E a revelarem o poder transformador do diálogo aberto e sincero quando se dá voz a quem precisa ser ouvido.

Em São Paulo, por exemplo, Vera e Hugo relataram a história da atriz Dalva Sandes. Quando descobriu que tinha câncer, Dalva chegou a parar de trabalhar e não tinha forças para nada. "No início, um dos grandes temores era perder a mama. Depois, tive a sorte de encontrar pessoas maravilhosas como os médicos que me trataram. Fui vitoriosa", diz Dalva que voltou a atuar e está bem. Um fato peculiar da história de Dalva é que quando foi fotografada, ela tinha acabado de fazer a cirurgia de mama e não conseguia levantar bem os braços. "Mas ela não nos falou da dificuldade dos movimentos e várias vezes, elevou os braços para fazer as fotos. Era o mais verdadeiro retrato da superação e acabou se tornando a imagem de capa do livro", conta Lenzi.

Cuidar Humanizado - Em um capítulo especial, dedicado à reflexão de quem cuida - de si e do outro -, o livro fala sobre como equilibrar a capacidade de doação com o saber científico. Ponderações a respeito de como exercer a excelência técnica sem abrir mão da essência humana.

Diálogos como fonte de transformação - O livro também dá um destaque especial para uma das principais marcas do projeto - as palestras interativas - que sempre acompanham a mostra. Ao abrir o diálogo em locais públicos para companheiros, amigos e familiares, o Projeto De Peito Aberto ampliou sua dimensão e significado. Com um formato de "sala da visitas", pacientes, médicos e profissionais de saúde contam suas experiências de uma forma interativa com a platéia.

"O objetivo do Projeto De Peito Aberto é sempre estimular o diálogo e multiplicar as experiências humanistas por todo o Brasil, levando esperança e coragem para outras mulheres", conta Vera Golik, jornalista e autora do projeto "De Peito Aberto".







Siga-me por Email