Livro infantil Jota e Chico traz acessibilidade completa para pessoas com diversos tipos de deficiência por meio de tecnologia


O lançamento é realizado no mês em que é celebrado internacionalmente a conscientização da Síndrome de Down. Libras, áudio narração e realidade aumentada dão vida ao livro que oferece uma experiência literária e musical para todas as crianças

Fundadora da Organização da Sociedade Civil, Turma do Jiló, a especialista em educação inclusiva e empreendedora social, Carolina Videira, se juntou com o produtor musical Rafael Maluf para lançar seu primeiro livro infantil 100% inclusivo: Jota e Chico. Somando uma boa história com música e recursos digitais, a novidade cria uma experiência literária acessível para todas as crianças. O lançamento será dia 15 de março, que, não por acaso, celebra o Dia da Escola. A data foi uma escolha emblemática para a causa defendida por Carolina que trabalha por mais inclusão dentro do ambiente escolar.

"Incluir as crianças com deficiência no universo da literatura é maravilhoso. Com as ferramentas que possuímos hoje, somadas a um olhar voltado para as possibilidades e não para as limitações, podemos criar experiências educativas para todos", revela Carolina Videira, uma das idealizadoras do projeto.

A história de Jota e Chico é contada de forma musicada por meio do app que complementa a narrativa de cada personagem trazendo um tom leve e divertido para as crianças mergulharem no universo de descoberta dos personagens. "A ideia foi compor músicas bem-feitas e de fácil fixação para que, através delas, conseguíssemos passar o conceito de inclusão tanto para o nosso público, as crianças, como para os pais que os acompanham durante a leitura.", complementa Rafael Maluf.

O livro conta a história de dois primos, Jota que com Síndrome de Down descobre que é muito diferente de seu primo após entrar na escola, e Chico que o acompanha nesse processo de descoberta de forma empática e carinhosa.

"Com o lançamento de Jota e Chico, também temos como objetivo inspirar o mercado editorial a ser mais inclusivo na forma e no conteúdo, trazendo um olhar de leveza com histórias alegres sem penalizar as crianças por suas deficiências em papéis tristes", acrescenta Carolina.

O uso de tecnologia para auxiliar na acessibilidade tem sido uma ferramenta poderosa de transformação social. Aplicar isso ao livro, faz com que crianças com diferentes tipos de deficiência tenham uma experiência lúdica e educacional de qualidade, contribuindo com o desenvolvimento da sua autonomia, pois acostuma as crianças a usarem a tecnologia a seu favor desde cedo. Tradução em libras para surdos e áudio narração para cegos são apenas duas opções disponíveis, porém, a inclusão no livro se torna realmente ampla devido ao uso da realidade aumentada e música, o que possibilita uma maior interação de crianças com deficiência intelectual.

O processo de produção contou com uma equipe multidisciplinar utilizando a combinação de diferentes conhecimentos para trazer a inovação inclusiva necessária. "A ideia surgiu da nossa vontade de fazer canções sobre inclusão e as dificuldades de crianças com deficiências. Com as músicas nasceu também o desejo de contar as histórias num livro com recursos para que todas as crianças tivessem a oportunidade de se divertir e aprender. Foi aí que a Patrícia se juntou a nós para cuidar das palavras e a Roberta deu forma ao livro e aos personagens nas ilustrações. Nós quatro trabalhamos juntos, um colaborando com o trabalho do outro, para que todas as crianças pudessem conhecer o Jota de uma forma diferente.", finaliza Videira.

Com idealização e as músicas de Carlina Videira e Rafael Maluf, texto de Patricia Auerbach, ilustrações de Roberta Asse, o livro já está a venda na loja da editora Mourthé ou pelo link: https://editoramourthe.mercadoshops.com.br/MLB-1813420833-jota-e-chico-_JM


Fonte: assessoria de imprensa 

Siga-me por Email