“Mulheres, comida & Deus”

O LIVRO MOSTRA QUE É PRECISO DESISTIR DAS DIETAS PARA COMPREENDER A RELAÇÃO COM A COMIDA – E ENTÃO, PERDER PESO


Há meses na lista de mais vendidos do “The New York Times”, “Mulheres, comida & Deus”, de Geneen Roth, chega agora ao Brasil pela editora Lua de Papel. O livro que vendeu mais de 500 mil exemplares em apenas dois meses e conquistou leitores ao propor o fim das dietas e uma nova abordagem sobre o que a autora chama de o “Problema do Peso”. Uma dessas leitoras foi a apresentadora americana Oprah Winfrey que entrevistou a autora em seu programa e afirmou que a leitura “mudou sua relação com a comida”.

A escritora apresenta a própria trajetória como exemplo: Geneen chegou a ter roupas de oito numerações diferentes em seu guarda-roupa, oscilando entre a anorexia e a obesidade. Na procura pelo equilíbrio físico e também espiritual, encontrou o caminho para abandonar definitivamente as dietas. Desde então, escreve livros, organiza retiros e dá palestras sobre o assunto - mantendo o mesmo peso há décadas.
“Nunca teve nada a ver com peso. Não tem nada a ver sequer com comida.” Gennen Roth

Geneen Roth revela que o verdadeiro problema não é a alimentação ou o excesso de peso, mas a obsessão pela questão. Ao canalizar atenção e energia para o “Problema do Peso”, outros problemas são deixamos de lado. A obsessão pela comida “dá às pessoas algo para fazer além de ter o coração machucado por acontecimentos que o abalam”.

“Mulheres, comida & Deus” explora o conceito de alimentação emocional, ou seja, a ideia de que nossas emoções – raiva, tristeza, rejeição, ansiedade, solidão - estão intimamente ligadas à comida. Assim, o ato de comer – e também tudo o que ele envolve, como a contagem de calorias, as restrições e o controle – serve para mascarar sentimentos com as quais não se quer entrar em contato. Geneen Roth garante que comer o que se quer quando há fome pode levar à perda de peso.

Se a relação com a comida carrega tantos significados e pode ser uma expressão de nossas crenças, também pode servir como um portal libertador. “Mulheres, comida & Deus” oferece ferramentas para o autoconhecimento, para que entremos em contato com nossas reais necessidades – conseguindo, inclusive, perder peso. Ao compreender o que queremos evitar ao nos voltarmos para a comida, toda a relação com o alimento é alterada, e os reflexos dessa mudança se refletem em nosso corpo pois “a alimentação é como uma teia de aranha e está relacionada a todas as áreas de nossa vida”.

“Quando começamos a nos definir por aquilo que pode ser medido ou pesado, algo profundo dentro de nós se rebela”. Gennen Roth

Sete diretrizes de “Mulheres, comida & Deus”:

· Coma quando tiver fome
· Coma sentado num ambiente calmo. O que não inclui o carro.
· Coma sem distrações. Distrações incluem rádio, televisão, jornal, livros, músicas ou conversas intensas ou excitantes.
· Coma o que o seu corpo quer.
· Coma até ficar satisfeito.
· Coma com alegria, gosto e prazer.

Ficha Técnica
Título: Mulher, comida & Deus – Uma estratégia inspiradora para quase tudo na vida
Autor: Geneen Roth
Nº de páginas: 192
Preço: R$34,90

Sobre a autora
Geneen Roth na adolescência ora foi bastante obesa ora muito magra, atormentada por sentimentos de vergonha e culpa. Depois de vários anos flutuando tanto em peso quanto em sentimentos em relação a isso, desenvolveu um caminho próprio para deixar de ser vítima da comida, e hoje possui nove livros publicados sobre o assunto, tornando-se uma referência no tema. Desde o lançamento nos EUA em março deste ano, Mulheres, Comida & Deus figurou por várias semanas no primeiro lugar da Amazon e também na lista do NY Times, com a venda de mais de 500.000 livros em apenas dois meses.

Fonte: assessoria de imprensa

Siga-me por Email