Livro de Roberto Bolonhini traz alternativas para portadores de necessidades especiais



O objetivo da obra é apresentar tanto para o deficiente, quanto para a sociedade, os direitos e os deveres das pessoas com necessidades especiais

Para provar que deficiência não é empecilho a ninguém, o professor universitário Roberto Bolonhini, deficiente visual há mais de 36 anos, acaba de lançar o livro Portadores de Necessidades Especiais (R$ 55,00, 352 págs.) pela Editora Atlas, sua mais nova parceira.

Com o objetivo de atender a todos os leitores, sejam eles deficientes ou não, Bolonhini apresenta as principais prerrogativas das pessoas deficientes e as legislações que os auxiliam na jornada.

Segundo o professor, a idéia de fazer este livro não veio, apenas, da necessidade de inclusão social, mas, também, da vontade de mostrar aos portadores de necessidades especiais que podem ser independentes, ou seja, que têm vida própria e podem vencer, tal como ele.

Para se ter uma ideia, a obra traz um panorama completo, como um manual, para os deficientes de toda natureza. Assuntos como a família, o ambiente de trabalho, isenções de impostos em compras de patrimônio, o transporte coletivo, o rodízio dos veículos, os deficientes mentais e o Código Civil brasileiro, e muitos outros, são tratados com uma linguagem puramente simples e acessível a qualquer parcela da população, seja ela leiga ou não.

Por conta disso, o livro é destinado para as famílias, para os profissionais de qualquer área, para os estudantes, para os deficientes e para qualquer um que tenha interesse em se aprofundar no assunto.

De acordo com o professor, que já virou uma referência para os portadores de necessidades especiais, os deficientes estão cada vez mais interessados em saber e exigir seus direitos. Para se ter uma ideia, recebe telefonemas e e-mails de pessoas de todo o Brasil para sanarem suas dúvidas e pedir conselhos de como proceder em determinado fato.

Visto esta demanda, Bolonhini lançou em conjunto com a Universidade São Judas o projeto SOS Direito, que visa atender gratuitamente a população especial que precisa de orientação e ajuda para praticar cidadania. Este projeto existe há mais de oito anos.

Saiba mais sobre Roberto Bolonhini

Aos 10 anos, Roberto Bolonhini sofreu um descolamento de retina e perdeu totalmente a visão. Roberto passou por diversas cirurgias para tentar solucionar o problema, mas não teve êxito.

De volta aos estudos, sua luta foi encontrar uma escola pública que o aceitasse e tivesse a estrutura necessária para ele estudar, alguém tinha que ler o conteúdo do livro, pois na época, não existia material adaptado em braile e nem computadores especiais para cegos.

Roberto se formou aos 21 anos e entrou no curso de Direito da Universidade Prebisteriana Mackenzie, em São Paulo, foi aprovado na OAB sem cursinho, e no ano seguinte, ingressou no Mestrado na PUC, pois era seu sonho se tornar professor. Sem dinheiro para continuar os estudos, obteve ajuda de um jurista que financiou seu curso.

A meta seguinte passou a ser trabalhar em uma universidade. Não foi aceito em algumas Instituições pela deficiência visual. Após a dura batalha à procura de uma oportunidade, há 15 anos ele foi contratado pela Universidade São Judas para dar aulas de Direito Civil. Atualmente, Roberto realiza o curso de Doutorado na PUC.

Serviço
Livro: Portadores de Necessidades Especiais
Editora Atlas
Páginas: 352 páginas
R$ 55,00

Fonte: assessoria de imprensa

Siga-me por Email