"Livre-se da síndrome
da superesposa"

Livro discute o verdadeiro papel da mulher no relacoinamento familiar



Fruto de trabalho de pesquisa com casais de todo o mundo, além de consulta a uma vasta bibliografia, lançamento da Editora Gente contesta a liderança da mulher no cenário familiar e propõe ruptura de valores nas relações entre casais. Com base em sua própria história e em depoimentos colhidos entre mais de 1.500 pessoas casadas em todo o mundo, a escritora Carin Rubenstein explora em sua obra, "Livre-se da síndrome da superesposa", lançada pela Editora Gente, o comportamento de mulheres que atuam como a “gerente doméstica”, atraindo para si todas as funções e responsabilidades da casa e, tanto os filhos como o marido passam a ser meros coajuvantes.

As superesposas de hoje são mulheres que acumulam funções e, com a mesma destreza com que se relacionam no ambiente de trabalho, cuidam das decisões cotidianas e definem o cardápio do jantar. “Precisamos deixar de agir desse modo”, diz Carin, que trata o casamento moderno a partir de levantamentos comportamentais que datam da idade média.

A obra contesta a superioridade da mulher que “faz tudo”, enquanto critica a ineficiência de um marido que se acomoda diante da superesposa e permite que essa conduza a casa, a educação do filho a até mesmo as decisões que deveiam ser tomadas em conjunto. “Há um equívoco quando falamos sobre o casamento moderno: trata-se da expectativa comum de que as esposas precisam ser mais eficientes que os homens. Espera-se que elas se responsabilizem por tudo, saibam absolutamente tudo e estejam aptas a driblar qualquer adversidade”, relata um trecho da publicação.

A partir de ampla pesquisa, que abrangeu desde questionários e entrevistas, a leituras que incluem uma extensa bibliografia, a autora apresenta seis sinais que identificam a superesposa; aborda a biologia e a psicologia por trás da “superioridade feminina”; define os tipos de casamento e avalia o comportamento dos maridos, frente à mulher que “está sempre certa”. Também fala sobre a vida sexual da superesposa, a maioria das vezes insatisfatória e, finalmente, ensina o que se deve fazer para resgatar o casamento desse tipo mulher.

A grande mensagem do livro é informar ao leitor de que a mulher e o homem devem exercer papéis similares dentro do relacionamento, para evitar que a balança pese negativamente para algum dos lados e que ambos tenham seus próprios papéis, atuando em pé de igualdade e garantindo a harmonia do casal.

Sobre a autora: Carin Rubenstein é jornalista e Ph.D. em psicologia pela Universidade de Nova York. É autora de vários livros sobre comportamento e escreve para revistas femininas e para a edição local do jornal The New York Times. É convidada assídua de diversos programas de televisão como Oprah, Good Morning America e The View. É casada com David, e tem dois filhos, Rachel e Jonathan, e mora com eles em Westchester County, Nova York.

Serviço:
Título: Livre-se da síndrome da superesposa
Subtítulo: Transforme seu casamento em uma parceria e seja mais feliz
Autora: Carin Rubenstein
Editora: Gente
Páginas: 408
Preço: R$ 39,90

Fonte: assessoria de imprensa Cia. da Informação

Siga-me por Email