Livro que narra trajetória de Mario
Covas será lançado em Brasília
  
 
Mario Covas Democracia
Defender, Conquistar, Praticar

Osvaldo Martins, Humberto Dantas,
José Afonso da Silva,
Sérgio Praça, Antonio Angarita,
Dalmo Nogueira, David Uip e
Elizabeth Paes dos Santos

Organização
Osvaldo Martins

Edição e impressão
Imprensa Oficial do Estado de São Paulo

07 de junho de 2011 | terça-feira
a partir das 18 horas
Senado Federal – Praça dos Três Poderes - Anexo II
Biblioteca Acadêmico Luiz Viana Filho 

brochura
miolo em papel chamois fine dunas
ilustrado
352 páginas
formato 13,5 X 22,5 cm
Preço de capa: R$ 50,00

Organizado por Osvaldo Martins, um dos mais próximos amigos e colaboradores de Mario Covas, o livro, embora não seja uma biografia, narra momentos importantes da vida e da trajetória política de Mario Covas desde Santos, onde nasceu, em 1930, até sua morte, em 2001. O fio condutor da narrativa é a fidelidade de Covas aos valores da democracia.

No primeiro capítulo, o jornalista Osvaldo Martins lembra o surgimento de Covas na política, no início dos anos 1960, apoiado por Janio Quadros, e segue até 1979, quando recuperou os direitos políticos, suspensos por dez anos após a edição do Ato Institucional nº 5.
Martins revela detalhes inéditos da estratégia de Covas para impedir o confronto desejado pelo regime militar e de suas conversas com o líder governista, o senador gaúcho Daniel Krieger, em momentos cruciais do episódio.
O cientista político Humberto Dantas, autor do segundo capítulo do livro, analisa os 33 meses de Covas como prefeito de São Paulo (1983-1985). De novo, sobressaem o estilo democrático de sua gestão na prefeitura e a presença constante do prefeito nas ruas, experiência que ele próprio considerava “a mais gratificante” de sua vida.
José Afonso da Silva escreve o capítulo dedicado à atuação de Mario Covas na Assembleia Nacional Constituinte (1987-1988), baseado em suas observações diárias – ele foi o principal assessor de Covas naquele período.
Outro cientista político, Sérgio Praça, pesquisou os bastidores da derrota do candidato, pelo recém-criado PSDB, para a Presidência (1989) e para o governo do Estado de São Paulo (1990).
O capítulo sobre Covas governador (1995-2001) foi escrito a partir de depoimentos de dois de seus principais colaboradores no Palácio dos Bandeirantes: Antonio Angarita e Dalmo Nogueira. Eles participaram da bem-sucedida iniciativa de Covas para recompor as finanças de São Paulo e recuperar a sua capacidade de investir em obras e serviços.
O último capítulo do livro, de autoria de David Uip, médico de Covas, traz informações inéditas sobre sua luta contra o câncer e a forma como o governador enfrentou essa tragédia pessoal.
Na apresentação do livro, o diretor-presidente da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, Marcos Monteiro, relembra o modelo e o exemplo de homem público perpetuados por Mario Covas. No anexo da obra, a professora Elizabeth Paes dos Santos apresenta uma análise da estrutura textual do discurso de Mario Covas, proferido em 12 de dezembro de 1968, no Congresso Nacional.
O lançamento do livro coincide com o 10º aniversário da Fundação Mario Covas.
Sobre os autores
Osvaldo Martins
É jornalista e presidente da Fundação Mario Covas. Amigo de Covas por quarenta anos. Dirigiu o marketing eleitoral das campanhas de 1994 e 1998 para o governo de São Paulo. Foi Secretário de Comunicação dos governos Mario Covas e Geraldo Alckmin, de 1999 a 2001.

Humberto Dantas
Cientista social, mestre e doutor em Ciência Política da USP. É superintendente da Fundação Mario Covas e conselheiro das organizações: Movimento Voto Consciente, Oficina Municipal e Instituto Brasil 2022.

José Afonso da Silva
Participou do processo de elaboração da Constituição de 1988, como assessor do senador Mario Covas. Foi secretário dos Negócios Jurídicos do município de São Paulo de 1983 a 1985 e secretário de Segurança Pública do Estado de São Paulo de 1995 a 1999.

Sergio Praça
Jornalista, professor do curso de Política organizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e na Oficina Municipal.

Antonio Angarita
Foi secretário da Cultura e do Governo e Gestão Estratégica do Estado de São Paulo de 1995 a 2002.

Dalmo Nogueira
Secretário do Governo e Gestão Estratégica do Estado de São Paulo. Presidente da Sabesp e diretor-executivo da Fundap. Foi presidente da Associação das Empresas de Saneamento Básico Estaduais e vice-presidente da Associação Brasileira de Infraestrutura e Indústria de Base.


David Uip
Médico, mestre, doutor e livre-docente na área de doenças infecciosas e parasitárias pela USP. Foi clínico particular de Mario Covas. É professor titular da Faculdade de Medicina do ABC, diretor-presidente da Fundação Zerbini e ex-diretor executivo do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da FMUSP e da Casa da Aids.

Elizabeth Paes dos Santos
Professora de Língua Portuguesa e servidora da Câmara dos Deputados desde 1993. Graduada em Letras (Língua Portuguesa) pela Universidade de Brasília e especialista em Processo Legislativo e em Auditoria Interna e Controle Governamental, ambos pelo Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento, da Câmara dos Deputados.


Sobre a Editora Imprensa Oficial

Inserindo-se com destaque no mercado editorial, nos últimos dez anos a Editora Imprensa Oficial produziu 876 títulos em coedição, 81 obras com selo próprio e 276 livros da Coleção Aplauso. O reconhecimento à qualidade gráfica e editorial rendeu inúmeros prêmios, com destaque aos 40 Jabuti, outorgados pela Câmara Brasileira do Livro, incluindo dois Livro do Ano, também da CBL; o Clio de História, da Academia Paulista de História; Prêmio Colar do Centenário, do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo; o Prêmio Sergio Milliet, da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA), vários prêmios Excelência Gráfica Fernando Pini, da Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica (ABTG), considerado o mais importante em qualidade gráfica de País; prêmio Literário Fundação Biblioteca Nacional (FBN), entre outros.

Fonte: assessoria de imprensa - Imprensa Oficial

Siga-me por Email