A memória da infância é artisticamente trabalhada no livro ilustrado que a Editora Melhoramentos apresenta na
Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro

As lembranças marcantes, doces - ou nem tanto - da infância são o pano de fundo de uma adorável história que a Editora Melhoramentos apresenta ao público na
XV Bienal do Livro Rio.  Benjamin – Poema com desenhos e músicas é uma encantadora narrativa poética em primeira pessoa, com ricos detalhes de composição, amarrados pela memória da infância. Trata das aventuras de um garotinho sensível e observador que já avisa, logo no início: “Meu nome não é Benjamin – é mais difícil de ser pronunciado” e não revela qual é.  Assim Benjamin confere ao leitor um lugar ímpar na história, por meio da identificação e da intimidade, e revela as emoções, os sonhos e angústias desse estado de infância.  O personagem relembra um dos episódios mais marcantes de sua vida, na casa da avó, quando conheceu uma gatinha cinzenta, muito astuta e “será?” a responsável pelo desenvolvimento de suas crises de asma. Para curá-las, o dr. Caraluna recomenda à mãe do garoto que ele comece a desenhar. Mas o remédio não é dos mais fáceis. A professora Doroteia, uma senhora que andava sempre de cara feia, ou melhor, “com cara de tronco de árvore” (como diziam os meninos da sala de aula), repreendia o garoto e seu amigo Fábio, minando a criatividade deles.  Até que certo dia eles conhecem uma garota recém-chegada de outro país, totalmente devastado por um terremoto. Com um talento todo especial para o desenho, a menina começa  a ensinar algumas técnicas aos meninos. Daí nasce uma profunda amizade.
Benjamin também ganha da amiga alguns desenhos de presente, entre os quais o de um violoncelo. Passa a estudar o instrumento e segue pela vida lidando com a asma, que anuncia uma trajetória de muitas batalhas, que, ao fim e ao cabo, é o dia a dia de todos nós que experimentamos a vida.
Com uma edição primorosa, texto e ilustrações se articulam feito notas musicais numa partitura.  Benjamin – poema com desenhos e música é experiência pura, para leitores de todas as idades.

BENJAMIM – POEMA COM DESENHOS E MÚSICAS
de Biagio D’Angelo ilustrações de Thais Beltrame
 32 páginas / 20 cm x 27,5 cm / brochura /  R$ 29,00
Editora Melhoramentos, 2011

Sobre o autor

Biagio  D’ Angelo

Nasceu na Sicília, uma linda e mitológica ilha da península italiana, num vilarejo frente ao mar, de onde saiu para estudar na Universidade de Veneza, outra belíssima cidade mitológica. Viajou muito a trabalho: Moscou, Bruxelas, Lima, São Paulo, sempre dando aulas de Literatura Comparada, Teoria Literária; apreendendo línguas e costumes; escrevendo artigos; lendo muitos livros e conhecendo pessoas e paisagens. Agora vive e trabalha em Budapeste, uma cidade imperial, onde se fala o húngaro, que é muito difícil, mas muito bonito. Benjamin foi pensado por muito tempo e escrito em português. O português do Brasil é a língua de memória do autor, do ritmo, do sol que deixou na sua terra natal. Benjamin foi escrito com a companhia de Manoel de Barros, Guimarães Rosa, Ana Maria Machado e Angela Lago.

Thais Beltrame

Quando era pequena, achava que escondia um segredo dos pais. Entrava em um armário cheio de livros, escolhia os preferidos e desenhava nas páginas em branco, pra que os desenhos se tornassem parte da história. Não sabe bem por que fazia isso, mas cresceu cultivando amor por ambas as coisas: o desenho e a literatura. Nunca deixou de amar o papel e todas as coisas referentes a ele: as cartas, o nanquim, a pena, os cartões escritos à mão. Estudou Artes Plásticas em São Francisco e Chicago, já expôs no Brasil, na Inglaterra e nos Estados Unidos. Hoje, transita entre galerias e os livros, e se sente à vontade assim, sem precisar dar nome às coisas.

XV Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro
Quando: de 01 a 11 de setembro
Horário: das 10 às 22 horas
Onde: Riocentro - Avenida Salvador Allende, nº 6.555 – Barra da Tijuca/RJ
Estande da Editora Melhoramentos: I06/J05 Azul


Fonte: Parceria 6 assessoria de imprensa

Siga-me por Email