Uma Palavra que Ainda Não Foi Escrita, de Lilian Lovisi, será lançado em 01 de outubro

livro, que tem uma palavra como protagonista, é focado no público infanto-juvenil

o prefácio é de Adriana Falcão

Palavra também tem crise de identidade. Também fica sem saber onde se encaixa melhor. Quem são de fato os seus amigos? Como ela faz para estar entre os seus próximos e ser reconhecida? Ela se acha linda e muito bem educada, mas não encontra o seu lugar.

O livro, de 48 páginas, publicado pela Editora Casarão do Verbo, nos conta a história de uma palavra que passa por uma biblioteca, um jornal, um teatro e até mesmo pela boca de uma criança. Conversa com outras palavras de “Reinações de Narizinho”, se sente ultrajada por um crítico (que “não passa de um antipático crítico de cinema que não se dá bem com a esposa, não brinca com os filhos e nem leva o cachorro para passear”), sai correndo de um ensaio no palco e se vê grudada num chiclete de um menino que estava indo, com os seus irmãos, aprontar uma boa bagunça.

E ela, a palavra, não entende bem porque aquele desdém todo com ela. Ao mesmo tempo, não sabem quem é ela, o que significa, de onde veio. Isso até ser levada ao “hospital das palavras”, o bom e velho dicionário para uma transfusão de tinta. Lá, estimulada por várias outras colegas, se lembra pouco a pouco de sua história.

No livro de Lilian, há uma história de pertencimento e adequação - com muita leveza e humor. Vamos acompanhando a sina daquela que nem sabemos exatamente quem é, mas somos solidários a ela e queremos também descobrir, afinal de contas, quem é a narradora!

Alguns trechos de Uma Palavra que Ainda Não Foi Escrita:

“Agora vou contar um segredo para vocês sobre as palavras. Por favor, não espalhem, não contem pra mais ninguém porque só as palavras e os autores sabem disso: palavras podem ficar invisíveis aos olhos de alguns e perfeitamente visíveis aos olhos de outros. Ao mesmo tempo”.

“Porque gostamos de gravitar em torno de quem a gente tem afinidade, nos alimenta, nos faz crescer. Damos preferência a quem usa a imaginação. E nada de solidão. Adoramos andar em turma”.

“Convenhamos que a boca de uma criança é um lugar que certamente qualquer palavra inteligente como eu gostaria de estar. Como não pensei nisso antes?”.

Sobre a autora

A autora busca constantemente o diferente, o esquisito, o que é original. Ama escrever e ler contos, adora o surrealismo e a tragicomédia. Cultiva muitas histórias na cabeça e escreve algumas delas em seu blog – pinturadepalavras.blogspot.com. Para Lilian, “imaginar é sobreviver”.

******

Lilian Lovisi, carioca que vive em São Paulo há 18 anos, está sempre criando alguma coisa. Não por acaso é redatora de publicidade há mais de 20 anos.
Lili, como é conhecida, passou por grandes agências (como McCann-Erickson e Ogilvy), fez trabalhos importantes para anunciantes (como Fiat, LG e Coca Cola) e conquistou relevantes prêmios nacionais e internacionais na área (como Cannes, Art Directors New York, London Festival, além do Clube de Criação de São Paulo e Prêmio Abril de Publicidade e Profissionais do Ano).

Uma Palavra que Ainda Não Foi Escrita marca sua estreia como escritora.

Prefácio

Adriana Falcão, no prefácio, coloca: “Tomara que a Lilian publique muitas outras histórias que emocionem a gente. Pelo que eu conheço do trabalho dela, posso apostar que isso vai acontecer. E então poderemos ficar muito felizes, eu, você, a felicidade, a Lilian e cada pessoa que ler as histórias dessa autora com cara de menina, coração de criança e um talento para mover ventos que tem a força de um leão”.

Sobre o lançamento

O lançamento será no dia 01 de outubro, às 15h, na Livraria da Vila - Alameda Lorena, 1731 / Jardim Paulista (tel.: 3062.1063).
Na ocasião, além da presença da autora teremos também duas contadoras de história, Lorena Nascimento e Virna Miranda.

Serviço:

Autora: Lilian Lovisi
Ilustração: Mônica Yukiko Oka
Editora: Casarão do Verbo
Prefácio: Adriana Falcão
Preço sugerido: R$ 33
Páginas: 48


Fonte: Foco Jornalístico Assessoria de Imprensa

Siga-me por Email