Cidades Rebeldes
Do Direito à Cidade à Revolução Urbana


Temas atuais e polêmicos que acontecem em diversas partes do mundo se fazem presente nesta obra, o que provoca reflexões e ponderações sobre sociedade como um todo

A ocupação do espaço público nunca foi tão discutida como neste início do século XXI, e é nas cidades que vemos acontecer os mais importantes movimentos de resistência e as rebeliões que clamam por mudanças na ordem política e social. Nova York, São Paulo, Mumbai, Pequim, Bogotá e até Johanesburgo fazem parte da apurada análise do britânico David Harvey, no seu novo livro “Cidades Rebeldes – do direito à cidade à revolução urbana”, pela Martins Fontes – Selo Martins. A obra vem provocando reflexões contundentes a respeito de quem controla o acesso aos recursos urbanos, por exemplo, ou de quem determina a organização (e a qualidade) da vida cotidiana.

Muito antes do movimento Occupy, as cidades eram tema de inúmeras reflexões utópicas. Elas são centros da acumulação de capital, assim como de estratégias políticas revolucionárias, onde profundas correntes de mudança social e política sobem à superfície. Os financistas e empreiteiros controlam o acesso aos recursos urbanos, ou é o povo que o faz? Quem determina a qualidade e organização da vida cotidiana?

“Cidades Rebeldes” coloca a cidade no centro das questões relativas ao capital e às lutas de classes, refletindo sobre lugares que vão de Johannesburgo a Mumbai, de Nova York a São Paulo. A partir de exemplos como a Comuna de Paris, o movimento Occupy Wall Street e as rebeliões de rua em Londres, Harvey pergunta como as cidades poderiam ser reorganizadas de maneira socialmente mais justa e ecologicamente mais sã, e como elas podem tornar-se o foco da resistência anticapitalista.

Uma obra oportuna para os dias atuais, onde a população mundial clama por mudanças significativas que gerem retornos imediatos para todas as classes sociais, assim como, melhoria na condição de vida e direitos humanitários. Excelente livro que propõe aos leitores saberem qual é o seu papel dentro de uma sociedade seja ela capitalista, comunista ou socialista.


Sobre o autor:

David Harvey (1935) nasceu no Reino Unido. É professor do Centro de Pós-Graduação da City University de Nova York desde 2001 e um dos mais destacados nomes da Geografia Humana da atualidade, preocupado com o estudo da nova realidade urbana em uma perspectiva marxista heterodoxa moderna. Além de acadêmico, Harvey é um conhecido defensor dos movimentos sociais, engajando-se ativamente nos debates e polêmicas da política de hoje. É autor de muitos livros.


Ficha Técnica:

Livro: Cidades Rebeldes – do direito à cidade à revolução urbana
Editora: Martins Fontes – Selo Martins
Autor: David Harvey
Ano de Publicação: 2014
Edição: 1ª
Páginas: 296
Acabamento: Brochura
Tradução: Jeferson Camargo
Preço: R$ 34,90

Palavras sobre o autor e sua obra:

“David Harvey provocou uma revolução em seu campo de atuação e inspirou toda uma geração de intelectuais radicais.” — Naomi Klein.

 “Polêmico e feroz.” — Owen Hatherley, Guardian.

“Uma voz coerente e brilhante da esquerda.” — Financial Times.

“Que ruas? Nossas ruas! Em Cidades rebeldes, David Harvey nos mostra como transformar esse slogan em realidade. Essa tarefa – e este livro – dificilmente poderiam ser mais importantes.” — Benjamin Kunkel, autor de Indecision e editor e fundador da revista n+I.


Fonte: JCG Comunicação – Excelência na Arte de Comunicar


Siga-me por Email