Livro em homenagem aos 100 anos do Palmeiras 



Lançado pela Editora DSOP o livro "Palestra Lágrimas Futebol Clube", de Marcos Teles, surge como uma homenagem aos 100 anos de história do Palmeiras e marca a estreia do novo selo da Editora, "Literatura Marginal", com curadoria de Ferréz.

Marcos Teles surpreende o leitor de Palestra Lágrimas Futebol Clube expondo uma narrativa recheada de dramaticidade, sem perder de vista o compromisso social e ideológico. A obra foi lançada na semana de 26 de agosto, na Bienal, mesmo período que se comemora o centenário do clube que transformou a vida do personagem principal da história, a Sociedade Esportiva Palmeiras. Entretanto, o livro não é destinado somente aos torcedores do Palmeiras, mas a todos os amantes de futebol, bem como os apaixonados por uma excelente leitura.

A obra narra a história de Vicente, um trabalhador já tão fatigado pela miséria e pela forte seca de sua terra natal que encontra na cidade de São Paulo muita esperança, amores, tristezas e uma paixão verde e branca sem igual. Após perceber que a estiagem era tamanha, o sertanejo não tem dúvidas de que é hora de partir e aceita uma proposta para tentar uma vida nova na cidade grande. Mal sabia ele que essa viagem lhe traria tantas aventuras boas e ruins. Apesar de ele no sertão não ter muito contato com o futebol, é a partir de encontros com amigos torcedores do Palmeiras que sua história começa a seguir um caminho diferente, despertando nesse homem de vida tão sofrida a vontade de voltar a sorrir. E por isso ele diz: "Esse verde todo, essa vida toda aqui dentro. É igual meu sertão depois da chuva".

Para o autor, "o livro fala de um amor imensurável, de esperança e da força de um destino implacável. O futebol não é apenas um jogo e o leitor vai entender que só há perdão onde existe muito amor.”

O novo selo  
O selo “Literatura Marginal DSOP” tem curadoria do romancista, contista e poeta Ferréz, um dos pioneiros desse movimento de literatura periférica, constituindo uma continuação do trabalho que ele vem desenvolvendo desde 1999. Ferréz é autor do infantojuvenil Amanhecer esmeralda, recentemente relançado na Casa da Editora DSOP na Flip – Festa Literária Internacional de Paraty. O próximo lançamento a fazer parte desse selo será Te pego lá fora, de Rodrigo Ciríaco, um dos mais novos integrantes do catálogo da casa editorial, reconhecido por ser um ativista em prol da educação, da cultura e da leitura. Seu livro de contos está previsto para setembro.

O movimento Literatura Marginal vem ganhando cada vez mais espaço no Brasil e já é reconhecido como uma importante manifestação vinda daqueles que estão à margem da sociedade, principalmente nos grandes centros urbanos do país. “A Literatura Marginal retrata o cotidiano, a vida normal de pessoas comuns. Ela difere de outros movimentos porque é ação. Nós levamos a literatura para a rua, para os botecos e até a lugares onde outros movimentos literários não vão”, destaca Teles.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Siga-me por Email