Destaque

Os conceitos da neurociência aplicados à propaganda
  

Este Neuropropaganda de A a Z é obra pioneira, que mostra – em detalhes, inclusive com ilustrações – a mudança de modelo perceptivo no exercício da publicidade: a transição da antiga abordagem explicativa, fundada em argumentos de convencimento, para uma linguagem calcada no protagonismo emotivo e nos percursos do inconsciente, elementos-chave à comunicação contemporânea.

A maneira como os autores cumprem esta missão é primorosa. Antonio Lavareda e João Paulo Castro conduzem o leitor, com maestria, atenção captada, ao centro da revolução decorrente da explosão no volume de informações sobre o funcionamento cerebral – e aos modos diversos como tal abundância influenciou a prática publicitária. Lavareda dispensa apresentação. É o “mestre da pesquisa no Brasil e uma das autoridades do assunto no mundo”, segundo Nizan Guanaes, que o chama de Professor. Castro é jornalista, experiente editor televisivo, cultor de prosa exata.

Neste livro, desde já referencial para o ofício, o estudo e a avaliação da comunicação publicitária, a dupla seleciona e explica, com didatismo, conhecimentos básicos da neurociência, e mostra como – e por que – podem e devem ser aplicados à propaganda, num tempo em que a mensagem de natureza afetiva se impõe. Um processo ainda em curso, dinâmico, mas, como fica claro, irreversível – que a comunicação do presente precisa compreender e dominar.
  
Trecho da obra:
“A neuropropaganda pode representar para a performance dos pu­blicitários o papel de um autêntico neurotrópico, uma dessas drogas in­teligentes que melhoram o desempenho mental, com a vantagem da absoluta segurança de não trazer efeitos colaterais negativos. Uma vez devidamente absorvida no cotidiano profissional, passando a permear todas as etapas do processo de trabalho, será um forte potencializador cognitivo que ajudará a conectar as informações mercadológicas de forma diferente, a reconhecer a prevalência do driver emocional e do inconsciente no processo decisório dos consumidores, a compreender que os indivíduos são muito mais ‘racionalizadores’ do que racionais.”

Sobre os autores: 
Antonio Lavareda é cientista social, preside os conselhos científicos do Ipespe e do NeuroLab Brasil, além de ser consultor de comunicação de corporações públicas e privadas. Colunista da BandNews FM e apresentador do programa Ponto a Ponto, da BandNews TV. Autor de vários livros e artigos, entre os quais Emoções ocultas e estratégias eleitorais e “Neuropolítica: o papel das emoções e do inconsciente”. João Paulo Castro é jornalista e fez carreira nas redações das maiores TVs brasileiras. É pesquisador e coordenador do NeuroLab Brasil.

Ficha Técnica: 
Neuropropaganda de A a Z
Antonio Lavareda e João Paulo Castro
Páginas: 248 - Preço: R$ 59,90
Editora: Record / Grupo Editorial Record


Fonte: Assessoria de Imprensa 

Siga-me por Email