Pelos Mares do Mundo

O fotógrafo e oceanógrafo Marcelo Skaf comemora seus 20 anos de trajetória com livro que traz 130 fotos inéditas de suas principais expedições no fundo do mar


O oceanógrafo, fotógrafo e cinegrafista submarino, Marcelo Skaf, selecionou 130 fotos dentre as inúmeras imagens clicadas ao longo de seus 20 anos de carreira - especializada em documentários de natureza - para compor o livro Pelos Mares do Mundo (Editora Batel), em que retrata com enfoque artístico as formas e cores do universo marinho.

As imagens que figuram no livro apresentam paisagens submarinas, detalhes e texturas de seres marinhos – desde espantosas Jubartes até um cavalo--marinho pigmeu, de apenas 3 milímetros –, interações entre a paisagem dentro e fora d’água e sobre como estes dois ambientes se relacionam entre si, a conexão entre o que está acima e abaixo da linha d’água. “O mundo que margeia os oceanos está diretamente conectado à vida submarina”, reflete Skaf.

A lista de dificuldades para conseguir fotografar em áreas remotas é extensa: das ilhas muito distantes do continente (já que tanto a fauna terrestre quanto a marinha dessas regiões ainda não são totalmente conhecidas), à ausência de água doce e comida. As imagens de Skaf registram e traduzem paisagens especiais, bem como a vida de mamíferos marinhos e peixes raríssimos. Dupla de Marcelo Skaf em diversas expedições nos últimos 22 anos, o mergulhador, documentarista e apresentador de TV Lawrence Wahba, referência quando o assunto é documentários de natureza, assina o prefácio de Pelos Mares do Mundo e pode ser considerado um forte incentivador para Skaf publicar o livro. “Sendo sincero, eu sempre me perguntei por que Skaf demorou tanto para lançar um livro. Em várias ocasiões, cheguei a pressioná-lo para isso e a resposta vinha sempre com um sorriso e a frase: estou trabalhando nisso”, declara Wahba.


O livro revela algumas das magníficas paisagens em diversas regiões do planeta onde já esteve – Moçambique, África do Sul, Nova Zelândia, Mar Vermelho, Papua-Nova Guiné, Ilhas Canárias, Ilhas Oceânicas Brasileiras, Caribe, Antártida e Ártico, entre outras localidades, e leva o leitor à fascinante e pouco desbravada realidade do mundo subaquático.

Para Skaf, que une arte e registros documentais, a fotografia tem uma importância diferenciada: “Um livro de fotografia oferece uma experiência estética incomum às mídias massivas como a televisão, cinema e computador”.

Sobre o autor: Nascido em São Paulo e mergulhador desde os 15 anos de idade, Marcelo Skaf é formado em Oceanologia pela Fundação Universidade Rio Grande – FURG. Foi um dos fundadores do Instituto Baleia Jubarte e, durante três anos, diretor do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos. Fotógrafo e cinegrafista há mais de duas décadas, juntou suas duas paixões (a câmera e o fundo do mar) e participou de inúmeras expedições de mergulho – em uma delas, ficou quatro meses vivendo em um barco atravessando o Atlântico; em outra, deu a volta ao mundo ao longo de 90 dias; entre tantas outras. Profundo conhecedor da costa brasileira, já explorou os cinco oceanos do globo, além de mares como o do Caribe e o Vermelho. Instrutor de mergulho NAUI com uma experiência de mais de 3.000 mergulhos, Skaf também é consultor em oceanografia, planejamento ambiental de Parques Nacionais e documentarista de natureza. Sempre com um pé na terra e uma nadadeira no mar.



Fonte: assessoria de imprensa 

Siga-me por Email